Sabonetes sólidos são livres de germes

Nos dispensadores plásticos de sabonete pode ocorrer acúmulo de bactérias nas microfissuras do plástico. Realmente já houve ações de recall de dispensadores de sabonete com sabonete líquido de grandes fabricantes, por causa de contaminação pela bactéria Enterobacter gergoviae. Porém, bactérias e germes não têm chance na superfície alcalina de um sabonete sólido. Eles também ficam livres de germes sem usar conservantes.

Outros aspectos a favor do sabonete sólido são

  1. Economia Sabonetes sólidos são muito mais econômicos do que sabonetes líquidos. O preço dos sabonetes naturais sólidos pode parecer alto em comparação ao sabonete líquido mais barato, mas o sabonete dura duas ou três vezes mais. Além disso, o sabonete sólido não apresenta superdosagem, já no sabonete líquido frequentemente usa-se demais, sendo que boa parte é enxaguada direto para o ralo.
  2. Repositor lipídico Sabonetes sólidos são repositores lipídicos, geralmente tendo uma reposição de 6 a 10% (sabonetes para cabelos são um pouco menos gordurosos). Sabonetes líquidos com tensoativos possuem uma sensação úmida, oleosa e repositora lipídica, mas os detergentes sintéticos eliminam gordura natural importante da pele. Através da adição de substâncias repositoras lipídicas tenta-se evitar que a pele seque, mas os aditivos também são em grande parte enxaguados pela água ao lavar.
  3. Ecologia Sabonetes sólidos são produtos naturais e frequentemente são fabricados de produtos puramente vegetais, sem aditivos sintéticos. Além disso, muitas vezes eles são embalados em películas ou papéis compostáveis, de modo que praticamente não é gerado lixo com embalagens. Ao contrário disso, o sabonete líquido sempre precisa de um frasco plástico e são usados conservantes.
  4. Degradação biológica mais fácil  Sabonetes são degradáveis biologicamente com maior facilidade do que tensoativos sintéticos. Quando o sabonete chega ao esgoto, a sua reação com sais e ácidos gera sabão de cálcio e ácido graxo, ambos insolúveis e não ativos superficialmente. Posteriormente ocorre degradação pelos micro-organismos que vivem no esgoto, formando ácido carbônico e bicarbonato de sódio. Os sólidos presentes no sabonete e no sabão de cálcio também fazem parte da composição de células vivas e metabólitos dos micro-organismo ativos na degradação. Eles são considerados não nocivos no esgoto e em cursos hídricos.
  5. Forma estética Sabonetes sólidos são personalizados, expressam uma personalidade própria, são manuseáveis e mais belos do que um frasco plástico.